Mais de 75% dos venezuelanos estão na extrema pobreza

Nesta quarta-feira, 29 de Setembro, o instituto de pesquisas econômicas e sociais da universidade católica Andrés Bello, da Venezuela, publicou um estudo sobre as condições de vida correspondente a 2021 no país. O estudo que cobriu 22 Estados e considerou 27 mil e 402 lares, apontou que 76,6 % dos venezuelanos, vivem hoje na extrema pobreza, ao passo que tal taxa era de 67,7 % em 2020. A universidade levou como fatores para a pesquisa, a migração internacional, educação, saúde, trabalho, pobreza e desigualdade, programa sociais, consumo de alimentos e outros dados. A pesquisa, que já é realizada anualmente pela universidade, agora deverá ser divulgada pela mesma, com o intuito de influenciar as eleições regionais e municipais. No artigo da universidade, a Venezuela se tornou o País mais desigual da América Latina. Os dados também apontam que somente 40% das pessoas ocupadas no País tem algum emprego formal, enquanto, comparado ao período de 2019 e 2020, a Venezuela perdeu 1,3 milhão de postos de trabalho. Há anos que a Venezuela vem sofrendo uma crise econômica, que tem incentivado parte da população do país o abandonar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s